ALOE VERA

Quem de voces nunca ouviu falar em Aloe Vera, presente em muitos produtos como hidratantes, sabonetes, produtos de limpeza, medicamentos, etc... Esta planta vulgarmente conhecida como babosa tem propriedades fantásticas.


A história da babosa é antiga. Aparece no Cântico dos Cânticos de Salomão, e Dioscórides já ensinava, há 2 mil anos, que se podia curar ferimentos com sua mucilagem. Muçulmanos, maometanos e judeus a usavam como protação contra todos os tipos de males, pendurando as folhas nas portas de suas casas, e perto de Meca era plantada ao lado dos túmulos para dar paciência aos mortos. Diz-se ainda que Alexandre, o Grande, conquistou Madagáscar só para que o seu exército pudesse ter uma boa quantidade de babosa para curar seus ferimentos. Sabe-se que Cleópatra usava a planta todos os dias para conservar a beleza da pele e dos cabelos e que Josefina, mulher de Napoleão, também usava a geléia milagrosa misturada com leite para se manter jovem e atraente.
Hoje, na Alemanha, o estudo da babosa na medicina engloba tópicos tão diversos como artrite, doenças dos olhos, AIDS, arteriosclerose, anemia, doença dos rins e esclerose múltipla!
Tudo isto indo ao encontro da medicina caseira que ensina há séculos que a babosa cura ferimentos e queimaduras de sol e de fogo, quase sem deixar cicatrizes, e ainda restaura a pigmentação natural da pele. Além disso, é anestésica e destrói as bactérias.
Na cosmética natural, a babosa é fabulosa. Cortar uma folha e passar a geléia diretamente na pele deixa o rosto macio e aveludado. É especial para as peles oleosas. Para as peles muito secas, às vezes precisa ser misturada com um pouquinho de óleo de germe de trigo.
No aspecto mágico, protege especialmente a cozinha. Um vaso na janela perto do fogão evita as queimaduras. Como é uma planta lunar traz boa sorte para dentro de casa e repele as energias negativas. Um paninho vermelho com algumas gotas de óleo de babosa colocado no carro evita acidentes e roubos.
A babosa é rica em nutrientes, como lignina, saponinas, minerais, cálcio, potássio, magnésio, zinco, sódio, cromo, cobre, gerro, manganês, betacaroteno (pró-vitamina A), Vitaminas B6 (piridoxina), B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3, E (alfa tocoferol), C (ácido ascórbico), ácido fólico e colina.
Essa riqueza de nutrientes é que confere à babosa um enorme poder de cura, sobretudo em doenças imunológicas, como câncer. Além disso, ela cura e previne quase todas as doenças, pois renova todo o sistema imunológico.
Também é indicada para diabéticos, uma vez que equilibra a glicose e pode até curar tal doença.

A babosa também é indicada para os doentes de aids, pois fortalece o organismo.

RECEITA DE FREI ROMANO ZAGO

Esta receita contra o câncer foi divulgada por Frei Romano Zago.

Para fazê-la, o melhor tipo de babosa é a Aloe arborescens (veja a foto), que é mais fina e contém pouco gel, tendo em vista que mais de 90% das propriedades medicinais da babosa estão na casca.

Aloe arborescens

Antes de colher a babosa, observe o seguinte:

  • O pé da babosa deve estar plantado de 3 a 5 anos no mesmo local, pois nessa condição ela estará bem forte, com seus princípios ativos em melhores condições para a cura sobretudo do câncer.
  • Colha a babosa quando não estiver chovendo no mínimo há três dias, pois a terra muito úmida e o contato da babosa com a água fazem com que ela estrague mais rápido. Se isso não for possível, faça a receita e conserve-a na geladeira.
  • Colha a babosa preferencialmente à noite, ou pela manhã bem cedo, antes de o sol nascer, pois ela não deve entrar em contato direto com a luz do sol nem com luzes artificiais.
  • Ao manipular a babosa, passe apenas um pano úmido para limpá-la e retire os espinhos com o auxílio de uma faca. Não acenda a luz do local onde for prepará-la. Acenda a luz de um cômodo próximo ou use vela.
  • No período em que a babosa estiver florescendo, não a utilize, pois ela estará com seus princípios ativos alterados, uma vez que precisa alimentar as flores.

Como fazer

  • 400 g de babosa
  • 500 g de mel de abelha puro
  • Uma dose de bebida destilada (conhaque, aguardente, uísque)

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e processe bem por cinco minutos. Não precisa coar. Coloque em uma garrafa escura e guarde na geladeira.

Dosagem

  • Antes de tomar, agite bem a garrafa.
  • Tome duas colheres de sopa em jejum, assim que acordar pela manhã; duas colheres de sopa 10 minutos antes do almoço e duas colheres de sopa antes do jantar ou antes de dormir.

OBSERVAÇÕES

  • Pode aparecer abscessos ou espinhas no corpo, pois a babosa purifica o sangue.
  • É normal ocorrer uma pequena disenteria, pois a babosa regula as funções intestinais. Isso não faz mal. Nesse caso, basta comer banana-prata.
  • Quem sofre de câncer pode repetir esta receita quantas vezes achar necessário ou até que a doença desapareça.
  • Quem não sofre de câncer deve dar uma pausa de trinta dias entre uma receita e outra.
  • Se o mel for puro, não fará mal aos diabéticos. Mas, se tiver receio, retire-o da receita. Tome pura e em seguida beba suco de fruta para retirar o gosto amargo da babosa.
A bebida destilada é importante para a conservação da receita, mas pode ser retirada ou substituída por álcool de cereais.

Aproveite os benefícios desta planta divina....e bela


2 comentários:

LUCIANO MENDE disse...

O post é interessante. Só é muito estranho o fato de que mensiona que Alexandre O Grande conquistou Madagascar...

Madagascar é uma ilha no sudeste da África (A maior da África). Não existe registros da chegada de Alexandre à Ilha. Os portugueses foram os primeiros europeus a chegar à ilha, em 1500. E Alexandre, o Grande nasceu em 20 de julho de 356 a.C, isto é, uma diferença de quase 2 mil anos.....

vida e natureza disse...

Oi Luciano,

Bem, primeiro quero agradecer sua visita e é claro todo comentário é bem vindo....no caso de Alexandre o Grande que um grande conquistador em sua época, lembro que em meu comentário sobre ele em relação a aloe vera é que apenas "dizem", mas em suas conquistas ele dominou todas cidades de comércio de especiarias e madagascar era uma delas, talvez por isso, acredita-se em tal conquista....